“Reintegrar a natureza nas cidades é um imperativo para o desenvolvimento sustentável”, indica o XV Encontro Nacional do Fórum CB27


Evidenciar o valor intrínseco socioambiental e econômico da natureza ainda é um grande desafio quando se trata de planejar uma cidade, concordam os Secretários e Secretárias Municipais de Meio Ambiente das capitais brasileiras durante o XV Encontro Nacional do Fórum CB27, em Curitiba, promovido pela Prefeitura de Curitiba, com apoio da Fundação Konrad Adenauer e ICLEI – Governos Locais pela Sustentabilidade, e patrocínio da BYD.

“Reintegrar a natureza na maneira como as cidades vivem, crescem e prosperam é um imperativo para desenvolver ambientes mais sustentáveis e resilientes”, destacou a Carta de Curitiba, documento síntese dos encaminhamentos e discussões que tiveram lugar na capital paranaense de 21 a 23 de novembro de 2018, assinada por representantes de 18 capitais.

Sediado por uma capital considerada referência nacional em conservação e integração da natureza no planejamento urbano, o encontro identificou formas de incorporar a biodiversidade e os serviços ecossistêmicos no planejamento territorial, na gestão do uso do solo, no desenvolvimento econômico local e em projetos de infraestrutura. “As cidades podem ajudar a salvar o planeta”, afirmou o prefeito de Curitiba, Rafael Greca. A cidade possui 63 m² de área verde por habitante e 44 parques.

Curitiba vem se consolidando com uma política ambiental bastante consistente, mas sente todos os desafios das grandes cidades brasileiras, que é a pressão pela ocupação urbana, as demandas por saneamento e recursos naturais, como a água”, explicou a Secretária de Meio Ambiente da cidade, Marilza Dias. “Foi uma ótima experiência receber em nossa cidade os secretários de meio ambiente das capitais brasileiras, trazendo a troca de experiências e a importância do fortalecimento das políticas públicas e do reforço do papel que tem as cidades na conservação do meio ambiente no nosso país”, concluiu.

Nesta ocasião, o prefeito Rafael Greca celebrou a assinatura do termo de parceria com a organização Plant-for-the-Planet, por meio do qual realizará 40 academias de educação ambiental em escolas municipais para abordar as mudanças climáticas, além do plantio de 10 mil árvores até 2020.

Tendo como tema “A Natureza como Base para o Desenvolvimento nas Cidades”, o debate contou com as contribuições de especialistas de instituições como a BYD, Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), Sebrae Nacional, Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental - SPVS, Fundação Grupo Boticário, Ministério do Meio Ambiente e Centro de Gestão e Estudos Estratégicos - CGEE. (Confira a programação completa). Um dos principais encaminhamentos foi o estabelecimento da prioridade até 2019 do desenvolvimento dos planos de arborização urbana municipal em todas as capitais brasileiras.

Na ocasião da Assembleia do Fórum CB27, foi celebrado o cumprimento de ter todas as capitais comprometidas com o Pacto Global de Prefeitos pelo Clima e Energia, uma das metas estabelecidas pelo Fórum, e foi reafirmado o compromisso de dar continuidade aos próximos passos do planejamento climático. No que se refere a energia, com participação da empresa BYD, que foi também patrocinadora do XV Encontro Nacional, foi identificada a necessidade de conhecer mais profundamente as iniciativas em curso nas cidades, para identificar lacunas legais para viabilizar a ampliação da adoção de medidas para energia solar e fotovoltaica.

Os debates terão continuidade em março, quando será realizado o XVI Encontro, recepcionado por Florianópolis.

Confira a página e as fotos do encontro.