Sustentabilidade nas cidades passa por aproximar meio ambiente da educação, defende Fórum CB27

Promover uma educação crítica para lidar com os desafios ambientais e sociais, e maneiras para superá-los, foram alguns dos pontos de partida que orientaram o debate dos secretários de meio ambientedas capitais brasileiras no mais recente Encontro Nacional do Fórum CB27, realizado no Hotel Luzeiros, em Recife, entre os dias 26 e 29 de novembro. Ao aproximar o cuidado do meio ambiente às cidades e suas dinâmicas, e em especial as capitais brasileiras, é possível promover a educação ambiental como instrumento de transformação social e formação cidadã, defendeu o CB27.


Além da importante conscientização das lideranças políticas, é essencial incorporar nas práticas da educação formal e não formal uma visão mais integrada com o meio ambiente. "Percebemos que nossos maiores desafios não estão somente relacionados às ações de regulamentação e fiscalização, mas principalmente de promover uma cultura de cuidado permanente com o meio ambiente", declarou o grupo de Secretários de Meio Ambiente na Carta do Recife, elaborada no XII Encontro Nacional do Fórum CB27.

Leia a Carta do Recife

Em sua 12a edição, o Encontro Nacional apresentou uma série de painéis de discussão sobre a temática "Educar para uma cidade sustentável", conectando a temática de educação ambiental com discussões contemporâneas sobre sustentabilidade, como as agendas internacionais sobre Clima e Agenda 2030, e práticas atuais em curso nas capitais. O secretário de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente de Recife Bruno Schwambach e o Coordenador Nacional do CB27 André Fraga deram as boas vindas ao público e início da programação do Encontro, que contou ainda com participação do COMCLIMA, comitê de sustentabilidade e mudanças climáticas do Recife aberto à participação da sociedade civil, na primeira sessão do evento.

As capitais Recife, Salvador, Goiânia, Curitiba, Boa Vista e Vitória apresentaram algumas de suas estratégias de valorização e aproximação do meio ambiente junto à população, e apresentaram exemplos de: hortas urbanas, campanhas sobre árvores nativas nas redes sociais, delivery de mudas, eco-móveis, clipes e personagens que representam elementos da natureza, trilhas interpretativas, aulas, formações de professores e atividades lúdicas sobre meio ambiente. Muitas dessas iniciativas focam no público de crianças e jovens, com o objetivo de sensibilizá-los sobre o cuidado com o meio ambiente e a importância de sua integração com o dia a dia da cidade desde cedo. 

Como parte do Encontro, a cidade sede do evento Recife organizou visitas técnicas a espaços emblemáticos da cidade com foco em educação ambiental, como o Parque da Jaqueira, com atividades lúdicas que incorporam a identidade cultural e ambiental da cidade para o público infantojuvenil, o Jardim do Baobá, ponto de partida para a navegação no Rio Capibaribe, que corta toda a cidade e é foco de projeto de revitalização e recuperação,

Veja abaixo as apresentações das experiências.

Nesta mesma ocasião do XII Encontro do CB27, Recife também foi o ponto de encontro central de uma série de eventos de importantes redes de cidades nacionais para discutir gestão ambiental e desenvolvimento urbano. Além do Encontro do Fórum CB27, aconteceram paralelamente a 72a Reunião Geral da Frente Nacional de Prefeitos e o x Encontro da ANAMMA, o que propiciou um rico espaço de trocas entre municípios brasileiros e organizações ligadas à sustentabilidade. Na ocasião desses encontros, 33 cidades brasileiros anunciaram seu compromisso com o Pacto Global de Prefeitos pelo Clima e Energia, sendo que metade deste número representa novas adesões à iniciativa mundial.

O XII Encontro Nacional do CB27 em Recife, o último do ano de 2017, reuniu representantes de 22 capitais, e contou com a parceria do ICLEI América do Sul e Fundação Konrad Adenauer para sua realização. Participaram do encontro como convidados Silvio Meira, presidente do Porto Digital, Renata Maranhão, Diretora do Departamento de Educação Ambiental do Ministério do Meio Ambiente, Rodrigo Agostinho, Gerente do Programa de Cidades e Territórios do Instituto Arapyaú, e Haroldo Machado Filho, assessor sênior do PNUD no Brasil e Sérgio Margulis, consultor do WWF. Participaram ainda de uma rodada de networking com os secretários representantes das seguintes organizações: MMA, Instituto Arapyaú, PNUD, Engajamundo, Plant for the Planet, CDP, Harmony with Nature.

Em 2018, serão realizados três Encontros Nacionais do Fórum CB27, recepcionados pelas capitais Vitória (ES), Teresina (PI) e Curitiba (PR).

Por ICLEI América do Sul. Com colaboração da Fundação Konrad Adenauer.

Apresentações: